Pular para o conteúdo

Magistrados e servidores do TJSC são destaque em produtividade no relatório do CNJ

12/09/2017 18:46
13772 visualizações

O Conselho Nacional de Justiça divulgou neste mês o relatório Justiça em Números 2017, que apura o desempenho dos tribunais do país no ano de 2016. No primeiro grau de jurisdição, o Poder Judiciário de Santa Catarina teve como destaque resultados alcançados quanto à produtividade, com aumento do IPCJUS de 59% para 77%. Esse índice mede comparativamente a eficiência dos tribunais, e o catarinense saltou de 20º para 13º lugar.

Entre os tribunais de médio porte, os magistrados catarinenses de primeiro grau passaram ao segundo lugar, com produtividade média de 2.106 processos baixados por ano (IPM). Esse número representa um avanço em relação ao ano anterior, quando a posição ocupada era o quarto lugar, com produtividade média de 1.598 processos baixados por ano. Na medição de produtividade dos servidores, o Poder Judiciário estadual passou para a primeira colocação entre os tribunais de médio porte, com produtividade média de 201 processos baixados no ano (IPS-JUD).

Em 2015, os servidores catarinenses ocupavam o segundo lugar com produtividade de 137 processos. Esses resultados refletem o grande trabalho efetuado no sentenciamento e baixa de processos: foram arquivados 853.745 processos no ano de 2016. Em ambos os casos, o Judiciário catarinense tem números de produtividade mais altos que todos os tribunais de pequeno porte e fica atrás de apenas dois de grande porte.

E a respeito da carga de trabalho, os juízes ficam na mesma posição destes tribunais, mas em primeiro lugar em relação aos tribunais de médio porte: 10.550 processos por magistrado. Os servidores tem a segunda carga de trabalho entre os tribunais de médio porte, no total de 1.006 processos por servidor.

Toda essa atuação também se reflete no número de processos. Os dados indicam que, no início de 2016, tramitavam 2.819.547 processos no Estado, e esse número reduziu para 2.666.306 no início de 2017, o que importa em 153.241 processos a menos tramitando nos fóruns do Estado (CGJ/Asplan).

Fotos: Arquivo/Assessoria de Imprensa-Gamaliel Basílio
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo