Pular para o conteúdo
« Voltar

Conselho da Comunidade da comarca de Chapecó arrecada roupas íntimas para presas

11/07/2019 09:53
9444 visualizações

O Conselho da Comunidade da comarca de Chapecó realiza campanha para arrecadação de roupas íntimas femininas. A intenção é ajudar as 47 mulheres que cumprem penas no Presídio Feminino de Chapecó. As peças necessárias são sutiãs, tops, calcinhas e meias de qualquer tamanho e modelo. A unidade prisional possui equipamento para higienização adequada de peças usadas.

A representante da OAB/SC - Subseção Chapecó e presidente do Conselho da Comunidade, Jéssica Priscila Dutra, explica que essas mulheres, muitas vezes, são presas por tráfico de drogas e acabam abandonadas pela família, já que o marido e o pai também estão presos pelo mesmo motivo.

"Um dos deveres das condenadas é manter a higiene pessoal em dia, porém muitas não conseguem adquirir nem o necessário. Mas com a solidariedade e a organização ativa de toda sociedade, podemos colaborar para a mudança da realidade ou, ao menos, amenizá-la", reforça a presidente.

As doações podem ser levadas à sede do Conselho da Comunidade, na rua Travessa Ilma Rosa de Nês, 91 D, centro de Chapecó, no prédio da antiga Biblioteca Pública. Outro ponto de arrecadação é a Central de Penas e Medidas Alternativas (CPMA), no terceiro piso do Fórum. Os dois locais atendem das 13h às 19h. As peças serão recebidas até o final deste mês.

Jéssica ressalta que roupas de frio para os homens em cumprimento de pena no Complexo Prisional também podem ser doadas. Ela explica que o governo estadual envia moletons para os internos, mas são insuficientes para o frio da região.

"Aceitamos jaquetas, principalmente, mas precisam ser nas cores laranja e verde-claro devido ao uniforme de identificação dos presos", explica. As doações para os homens também podem ser deixadas nos pontos de coleta citados.

O Conselho da Comunidade da comarca de Chapecó foi fundado em 27 de novembro de 2002. A função dos conselheiros é acompanhar e fiscalizar o cumprimento da pena e de todos os demais aspectos envolvidos como ambiente adequado, bem-estar do apenado, atendimentos de saúde e trabalho.

O conselho é formado por uma assistente social e membros do Ministério Público, Defensoria Pública, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) e Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção de Chapecó.

Demais conselheiros comunitários representantes de instituições do poder público, religiosas, educacionais, empresariais, profissionais da saúde e outros que tenham afinidade com a execução da pena, a serem definidos no Regimento Interno, também podem compor o Conselho da Comunidade.

Fotos: Divulgação/Comarca de Chapecó
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Assessoria de Imprensa/NCI