Pular para o conteúdo
« Voltar

Justiça da comarca da Capital ouve testemunhas em audiência com 43 réus presos

15/05/2019 18:52
4225 visualizações
A Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis realizou na tarde desta quarta-feira (15), no Fórum da Capital, a primeira de uma série de audiências em ação penal em que 49 réus são acusados de integrar organização criminosa de São Paulo com atuação em Santa Catarina. Destes, 43 presos participaram do ato judicial no salão do júri, com forte presença de escolta do Departamento de Administração Prisional (Deap) e polícia militar.
 
Os trabalhos foram presididos pelo juiz titular Elleston Lissandro Canali e se encerraram no começo da noite. Prestaram depoimento dois policiais civis nominados como testemunhas de acusação. A primeira testemunha foi o delegado responsável pelas investigações, Antônio Seixas Joca, da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco), unidade da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).
 
O policial relatou por cerca de três horas a participação e o envolvimento dos acusados com a facção investigada durante um ano, a qual pretendia dominar comunidades carentes para realizar tráfico de drogas na Capital. O delegado afirmou que essa apuração resultou na apreensão de armas (pistolas e fuzis) e drogas, que o bando utilizava adolescentes para os crimes, principalmente no norte da Ilha, e está por trás de delitos violentos como execuções de integrantes de facção rival em disputas pelo tráfico. A partir das prisões, ressaltou o delegado, houve grande diminuição do número de mortes violentas na região.
 
Entre os réus, segundo o delegado, há lideranças do crime organizado. Outro detalhe pontuado é que presos utilizavam telefones celulares das cadeias para fomentar a atividade criminosa, além de discutir questões como dízimos e problemas relacionados a apreensão de drogas ou armas. Ainda nesta audiência foi ouvido um escrivão da Draco que também trabalhou na investigação. Participaram o Ministério Público, Defensoria Pública e advogados. Complexo, o processo concentra esforços da Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis. Estão agendadas outras nove audiências até agosto para depoimentos de novas testemunhas de acusação e defesa e interrogatórios dos réus (Autos n. 00079679120178240023).
Fotos: Divulgação/TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Assessoria de Imprensa/NCI