Pular para o conteúdo

Tribunal de Justiça inaugura espaço multiuso e faz homenagem à desa. Thereza Tang

24/01/2018 18:44
9011 visualizações

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Torres Marques, inaugurou nesta tarde (24/01) mais uma opção de espaço para a realização de eventos na sede do Poder Judiciário. Trata-se de um ambiente multiuso, localizado no 7º andar da Torre I do TJ, com 80 m² de área e capacidade para acomodar até 67 pessoas sentadas. O espaço é extremamente versátil, com mobiliário e leiaute flexíveis, com a possibilidade de ser configurado de variadas formas. Dotado de divisórias retráteis, pode ser transformado em um único ambiente ou em dois, seja no formato de auditório ou de sala de reuniões, de acordo com o tipo de evento.

A Diretoria de Engenharia e Arquitetura (DEA), sob o comando da arquiteta Débora Piazza, foi a responsável pela elaboração do projeto e pela fiscalização da execução das obras - que, além da criação desse novo local para eventos, englobou também sete novos gabinetes para desembargadores. Antes, a área era ocupada pela Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP). Em homenagem à primeira mulher a se tornar juíza de Direito no Brasil, o espaço multiuso recebeu o nome de "Auditório Thereza Grisólia Tang", em decisão unânime tomada em sessão do Órgão Especial em 20 de setembro do ano passado. A desembargadora ingressou na magistratura catarinense em 1954 e chegou a ocupar a presidência do TJSC no período entre 1989 e 1990. Faleceu no dia 17 de outubro de 2009, aos 87 anos de idade.

A juíza Mônica do Rego Barros Grisólia Mendes, titular da 2ª Vara da comarca de Curitibanos e os servidores do Judiciário Roger Tang Vidal e Pedro Walter Guimarães Tang Vidal, respectivamente sobrinha, neto e bisneto da desembargadora Thereza, representaram os familiares da magistrada homenageada. A juíza Mônica, em discurso, lembrou de sua convivência com a tia, a quem classificou de pessoa fantástica e magistrada humana, um exemplo para todas as juízas. Conhecida também como "Dama de Ferro" e "Juíza Justa", a desembargadora serviu de grande exemplo e foi fundamental na escolha da carreira a seguir pela sobrinha. "Falar de minha tia sempre foi e será motivo de grande orgulho para mim", concluiu. 

O presidente, em sua fala, destacou o pioneirismo da homenageada, primeira mulher a se tornar juíza, desembargadora, corregedora-geral e presidente de um tribunal no país. Ao saudar o empoderamento feminino, outorgou à juíza de 2º Grau Hildemar Meneguzzi a tarefa de entregar aos familiares da desembargadora uma réplica da placa afixada na entrada do novo auditório. Estavam presentes ao ato, entre outras autoridades, os desembargadores Ricardo Orofino Fontes, Luiz Cezar Medeiros, João Henrique Blasi, Ricardo Roesler, Altamiro de Oliveira, Henry Petry Júnior, Sérgio Rizello, Gilberto Gomes de Oliveira e Roberto Lucas Pacheco.

Fotos: Daniela Pacheco Costa/Assessoria de Imprensa TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo