Pular para o conteúdo

TJ anuncia redução da discrepância no quadro de assessores entre desembargadores

05/02/2018 18:52
13269 visualizações

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço, acompanhado por toda a alta cúpula do TJ, anunciou na tarde desta segunda-feira (5/2) a disponibilização de 35 assessores para igual número de desembargadores, como forma de reduzir a discrepância existente entre o número de auxiliares disponíveis nos gabinetes dos membros mais antigos e dos mais modernos da Corte.

A medida tem por objetivo dar início ao princípio, adotado pela atual gestão, de priorizar e valorizar a atividade-fim. Com isso, a defasagem sofre decréscimo de 50%. Restará ainda, em próxima etapa, a disponibilização de novos oficiais de gabinete. O presidente adiantou que a Administração estuda neste momento a adoção de idêntica medida em favor dos magistrados de 1º grau. O número de novos assessores, neste caso, exige maior detalhamento sobre sua repercussão, já em andamento nas Diretorias de Orçamento e Finanças e de Gestão de Pessoas.

O ato desta tarde reuniu não só desembargadores diretamente atingidos pela medida como também magistrados com maior tempo de casa. O Salão Nobre da Presidência quase ficou pequeno. O desembargador Pedro Manoel Abreu, ex-presidente do TJ e decano da Corte, elogiou a medida, que considerou justa por buscar tratamento igualitário entre os pares. A Diretoria de Saúde, ao seu turno, vai instituir uma espécie de mutirão para viabilizar os exames admissionais e acelerar a ocupação dos novos cargos. A disponibilização de mais um assessor deverá alcançar, oportunamente, também os juízes substitutos de 2º grau. 

Fotos: Gamaliel Basílio/Assessoria de Imprensa TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo