Pular para o conteúdo

Mulheres do PJSC expressam sensibilidade e poder na passagem de seu dia internacional

07/03/2018 17:45
2636 visualizações

Por Américo Wisbeck

Para representar o corpo feminino que integra a estrutura funcional do Poder Judiciário de Santa Catarina, no afã quase insuperável de fazer amostragem da laboriosa desenvoltura diária da manutenção da Justiça de nosso Estado, o Núcleo de Comunicação Institucional - NCI convidou as integrantes com maior período na instituição para manifestarem a visão sui generis da mulher em confrontação com o cotidiano do Judiciário.

A proposta de homenagem do NCI abrangeu as nove regiões administrativas do Judiciário barriga-verde. Todavia, em razão do assoberbado e invencível volume de serviço das servidoras em questão, nem todas tiveram disponibilidade para participar, o que torna seu mister ainda maior. Condutas tão significativas demandam reconhecimento incondicional e efusivo do valor de cada minuto de trabalho que envidam e dispensam ao Poder.

Além das funcionárias, duas magistradas - uma de cada instância - revelaram o norte de suas labutas e o viés de suas trajetórias, que servem de bússola e inspiração.

Na agradável lembrança de quão indispensável é a presença feminina, nutriz de todos os humanos, na felicidade de dispor da delicadeza e sensibilidade únicas, deve-se dividir a alegria e importância desta data por mais 364 dias no ano.

O pensamento lúcido das mulheres do Judiciário catarinense dá a dimensão de algumas das nossas heroínas:

1. ¿

"A mulher, nas últimas décadas, abriu espaços e vem ocupando postos de relevo no Poder Judiciário. Nesta data, em que se comemoram a grandeza e a importância da mulher, espera-se que essas incansáveis lutadoras, que são o esteio do lar, a estrutura da família, possam viver plenamente sua cidadania e ser mais felizes."

Ivone Coelho
Agente de Apoio Administrativo - Comarca de Trombudo Central

2.

"É..., tanto tempo faz

Que quase já nem lembro mais

Do primeiro dia que aqui cheguei

E logo me acostumei

E o orgulho invadiu meu coração

Por fazer parte desta respeitosa instituição `Judiciário Catarinense'

É..., o tempo foi passando

Mudanças acontecendo, e não foram poucas, e eu me adaptando

É..., e já faz mais de 37 anos e eu aqui continuando

E se ainda não me aposentei

É porque não consigo me desvincular, não consigo deixar de amar o que faço e me desvincular desta segunda família

Que é como se fosse meu lar."

Vera Lúcia Scheibe Lopes

Técnica Judiciária Auxiliar - Comarca de Porto União

3.

"A mulher é linda, maravilhosa, grata, independentemente de cargo, raça, cor."

Zeli Cordeiro de Almeida

Agente de Apoio Administrativo - TJSC

4.

"As mulheres emprestam  um colorido especial à magistratura catarinense pela valiosa força de trabalho que hoje representam e pela distribuição de uma justiça mais humanizada quando evocam a intuição e a sensibilidade como coadjuvantes do ato de julgar."

Marisa Cardoso de Medeiros

Juíza de Direito - Comarca de Balneário Camboriú

5.

"O Olhar feminino acerca do Judiciário catarinense

Curiosamente, apesar de o Poder Judiciário ser um espaço predominantemente masculino, não há como pensar em Justiça sem associá-la a uma figura feminina de olhos vendados e com uma balança na mão. Trata-se da deusa grega Têmis, personificação de sabedoria, imparcialidade, equilíbrio entre a lei e a ordem. Digo isso porque, apesar de hoje uma mulher, ministra Cármen Lúcia, presidir a cúpula do Judiciário brasileiro, é inegável a baixa representatividade feminina nas esferas de poder. A trajetória dessas ousadas pioneiras em muito se assemelha à das mulheres modernas, que permanecem cotidianamente instadas a comprovar capacidade superior àquela exigida aos homens a fim de justificar sua ascensão e permanência em cargos de decisão. Que seus exemplos sirvam de inspiração para que, num futuro não tão distante, a balança de Têmis esteja finalmente equilibrada, de modo que homens e mulheres estejam em igualdade de condições e oportunidades, em todas as esferas de Poder e da sociedade."

Salete Silva Sommariva

Desembargadora - TJSC

Fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo