Pular para o conteúdo
« Voltar

Justiça transforma jovem pichador da Ilha em restaurador artístico de prédio público

14/11/2017 18:57
578 visualizações

A Vara da Infância e Juventude da comarca da Capital, por meio de trabalho realizado pela equipe do Núcleo de Justiça Restaurativa, participou de forma ativa da recuperação da Base Operacional da Polícia Militar da Barra da Lagoa, no leste da Ilha de Santa Catarina, que agora estampa novo visual após anos de pichações e depredações de toda espécie. Uma pintura artística, elaborada e executada por alunos do Colégio Prefeito Acácio Garibaldi Santiago, ornamenta a fachada do local situado naquela comunidade.

Isso só foi possível a partir do trabalho realizado com um adolescente encaminhado para atendimento na unidade jurisdicional, o qual teve sua situação abordada de forma distinta da tradicional. O jovem, seus pais e os policiais envolvidos na ocorrência que deu origem ao auto infracional, com o auxílio da equipe do Núcleo de Justiça Restaurativa, participaram ativamente da discussão e construção colaborativa de proposta que, para além da punição, visou a responsabilização e a corresponsabilização pela satisfação das necessidades advindas do fato, além da reparação criativa do dano.

Através de plano de ação estabelecido com a concordância de todos, o jovem assumiu a realização de algumas atividades, como a de palestrar em sua escola sobre a importância de preservar o patrimônio público e do respeito ao trabalho policial. Uma outra ação envolveu a comunidade escolar: a turma do rapaz criou vários esboços e os alunos realizaram uma votação a fim de eleger o desenho que melhor representa a região. No último sábado (11/11) foi concluída a ação, resultado da parceria entre a Polícia Militar, Núcleo de Justiça Restaurativa, direção do colégio e Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Juventude.

Todos os envolvidos no plano de ação, com o apoio de voluntários da comunidade escolar, promoveram a pintura artística agora estampada na Base Operacional PMSC, com o intuito de resgatar a identidade da comunidade local e fortalecer e estreitar vínculos entre pessoas e instituições. A revitalização do espaço e a acolhida da atividade pela comunidade e pelos visitantes da praia da Barra, neste último final de semana, evidenciou que há outras possibilidades mais inovadoras, envolventes e com melhor resultado do que a punição.

Fotos: Divulgação/Cristina Mulezini Gonçalves
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo