Pular para o conteúdo

Juíza-corregedora fala ao Justiça Legal sobre Projeto de Saúde Mental do Judiciário

19/12/2017 09:56
3009 visualizações

O programa Justiça Legal desta semana apresenta uma entrevista com a juíza-corregedora Lílian Telles Sá Vieira sobre o Projeto de Saúde Mental desenvolvido pelo Núcleo V da Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça, área responsável pelas questões relativas aos direitos humanos. Na entrevista, a magistrada conta como foi o processo, realizado pela Corregedoria, de levantamento de informações sobre as instituições que acolhem portadores de sofrimento mental no Estado, assim como o quadro encontrado e o relatório confeccionado que servirá de respaldo e apoio aos juízes em suas decisões. As instituições socioeducativas também estiveram na mira do Núcleo V, e o resultado foi repassado aos juízes durante evento na Academia Judicial que contou com a participação do ministro Rogério Schietti, do Superior Tribunal de Justiça.

E matéria especial de natal traz uma história de amor e esperança com a família formada pelo servidor Walmor dos Santos, lotado na comarca de Laguna, que tem 10 filhos - seis deles adotados. Entre adoções tardias, inclusive de irmãos, e filhos biológicos, Walmor, ao lado de sua esposa, constituiu uma família para lá de especial, demonstração inequívoca de que a vontade de amar não conhece fronteiras.

O Justiça Legal, programa de TV do Poder Judiciário de Santa Catarina que integra a grade da TV Justiça, TV Floripa e TV Câmara de Blumenau, vai ao ar todas as sextas-feiras, às 18 horas, na TV Floripa (canal 4 da Net), e às 23h10min na TV Câmara de Blumenau (canal 14 da Net). Nesta última emissora, a edição é reprisada na segunda-feira às 23h55min, na quarta-feira às 11h30min e na quinta-feira às 12 horas e às 13h15min. O JL também pode ser visto às quartas-feiras na TV Justiça (canal 14 da Net) ou no canal do TJ no YouTube.

Fotos: Divulgação/Justiça Legal
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo