Pular para o conteúdo
« Voltar

Desafio de gerenciar TJ sob a pior crise econômica do país foi enfrentado pela DOF

15/01/2018 18:47
9371 visualizações
O grande desafio da Diretoria de Orçamento e Finanças - DOF nesta gestão foi enfrentar a maior crise econômica registrada no país nos últimos anos. O ambiente macroeconômico provocou a necessidade de maior controle e previsões. Neste sentido, em conjunto com a Secretaria-Geral, a DOF elaborou e executou plano de gestão de recursos, de modo a garantir tanto a expansão das atividades quanto o resgate do passivo com magistrados e servidores em total observância aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, que preconiza a necessidade de manter o equilíbrio das contas públicas.
 
O controle sobre a geração e implementação de despesas contínuas de acordo com a capacidade financeira e a elaboração de orçamento com base em índices seguros, e que efetivamente representam a projeção de receita, foram seguidos à risca durante a gestão. As respostas aos sinais de mercado foram instantâneas e pontuais. Detectada a volatilidade das receitas do Sidejud a partir da queda na taxa Selic, a diretoria tratou de promover reservas desse recurso para enfrentar os períodos de baixa receita e assim garantir um fluxo financeiro adequado à manutenção do Judiciário.
 
Em busca de maior economia e eficiência de gestão, a DOF adotou também outras medidas, igualmente exitosas, como a integração entre o Sistema Gerenciador de Despesas com Deslocamento (SGDD) e Sistemas Orçamentários, para garantir melhor fluxo e reduzir intervenções manuais. Trabalhou ainda na elaboração do seu próprio mapa estratégico, com a finalidade de organizar e priorizar suas principais atividades e projetos, vinculado ao mapa estratégico do Poder Judiciário de Santa Catarina. Para cada objetivo estratégico foram definidos um indicador de desempenho e projetos para seu alcance. O trabalho reuniu um representante de cada divisão, sem cargo de chefia, a fim de garantir empoderamento dos servidores e democratização da gestão.
 
Por fim, justamente em atendimento a um de seus objetivos estratégicos, a DOF buscou melhorar o fornecimento de informações acerca da execução orçamentária das unidades gestoras. Para tanto, passou a disponibilizar diariamente tais informações. Além disso, com o fim de garantir maior utilização das informações disponibilizadas, a DOF prestou o "Curso Introdutório de Gestão Orçamentária e Financeira" a representantes das unidades gestoras de orçamento, bem como disseminou entre seus servidores o objetivo estratégico de "estabelecer meios efetivos de orientação às unidades".
 
Fotos: Divulgação/Fotos Públicas-Marcos Santos
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo