Pular para o conteúdo

Condenação de acusados pela morte de advogado em Palhoça soma mais de 50 anos

21/12/2017 10:12
48185 visualizações

A juíza Carolina Ranzolin Nerbas Fretta, titular da 1ª Vara Criminal de Palhoça, condenou oito dos nove acusados pela morte do advogado Roberto Luís Caldart, assassinado em Palhoça em 2016, em sentença proferida na última sexta-feira. As penas somadas totalizam mais de 50 anos de prisão.

Os réus foram condenados por lesão corporal seguida de morte, ameaça e exercício arbitrário das próprias razões. Dois policiais envolvidos no crime também foram condenados à perda de seus cargos. Ainda cabem recursos aos tribunais superiores (Autos n. 0003495-15.2016.8.24.0045).

Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo