Pular para o conteúdo
« Voltar

Cinco homens vão enfrentar a acusação de executar um advogado no oeste de SC

13/06/2019 10:42
1778 visualizações

A Vara Criminal da comarca de São Miguel do Oeste marcou para o próximo dia 1º de julho a sessão do Tribunal do Júri que vai decidir o futuro de cinco homens apontados como responsáveis pela execução de um advogado, em 13 de agosto do ano passado na vizinha cidade de Guaraciaba.

Quatro réus responderão diretamente a acusação de homicídio. Um quinto acusado vai a julgamento por crime conexo de porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. A vítima era servidor da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, estava cedida para trabalhar na antiga Agência de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste e exercia a advocacia.

Em virtude das limitações de ordem física do salão do Tribunal do Júri da comarca, a sessão de julgamento ocorrerá na Câmara Municipal de Vereadores de São Miguel do Oeste. Os trabalhos terão início às 9h e devem se estender por mais de um dia, por conta da complexidade do processo. Segundo a denúncia, os acusados teriam simulado um assalto ao escritório da vítima para executá-la. A motivação do crime ainda é objeto de investigação pela polícia civil em outro inquérito, que tramita em segredo de justiça.

Já na comarca de Chapecó, nesta sexta-feira (14/6), três homens sentarão no banco dos réus para responder a acusação de homicídio, registrado após uma briga de trânsito na madrugada de 20 de setembro de 2014. Dois carros colidiram lateralmente seus retrovisores quando trafegavam pela avenida Getúlio Vargas, na área central da cidade, sem registro de grandes danos materiais.

A partir daí, entretanto, o pequeno incômodo foi resolvido da pior maneira possível, com o ataque de um motorista, com uma faca nas mãos, sobre o outro. A vítima morreu em virtude dos golpes. O acusado teria recebido auxílio de dois outros colegas, que estarão a seu lado no júri. A sessão inicia às 9h, sob a presidência do juiz Jeferson Vieira, titular da 1ª Vara Criminal. A promotora será Marta Fernanda Tumelero, com assistência de Osmar Macedo. Na defesa, atuarão os advogados Alexandre Santos Correia de Amorim e Marco Antônio Vasconcelos. O processo conta 56 testemunhas.


 

Fotos: Arquivo/TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Assessoria de Imprensa/NCI