Pular para o conteúdo
« Voltar

CGJ apresenta programa de Triagem Complexa para unidades do sul do Estado

05/06/2019 10:10
1449 visualizações

Magistrados e servidores da região Sul do Estado participaram, nesta semana, de encontro com o juiz-corregedor Orlando Luiz Zanon Júnior, do Núcleo II da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), para conhecer melhor a metodologia de gestão de lançamento de decisões por triagem complexa.

O método, já aplicado em cerca de 50 unidades, busca aprimorar a gestão das unidades judiciais através da aplicação de uma metodologia científica de trabalho e premissas técnicas que conferem celeridade ao fluxo processual e, consequentemente, diminuem o tempo de tramitação dos processos.

O programa consiste em criar um fluxo específico para as demandas de baixa complexidade, que representam aproximadamente 80% dos casos, através da aplicação de modelos, para acelerar esse fluxo e gerar mais tempo hábil para as demandas de alta complexidade. Além disso, são necessárias análise e medição constante do acervo, bem como dos tipos de demanda. Os resultados variam conforme a competência da vara e a quantidade de processos conclusos.

Segundo o juiz-corregedor, a aplicação do método em uma unidade em treinamento pode gerar, inicialmente, uma pequena queda de produtividade. Após isso, já aplicando as premissas da triagem complexa, a tendência é um aumento expressivo da produtividade e, depois, de estabilização em patamar superior ao anterior, estimado entre 50% e 100% acima da média.

"Embora o método seja focado na qualidade, em ganhar tempo, ele tem esse efeito colateral de aumento de produtividade, dada a grande massa de processos que flui no fluxo rápido", ressaltou o magistrado. As unidades interessadas em apoio técnico para a implantação da metodologia, regulamentada pela Portaria n. 56/2018, devem entrar em contato com o Núcleo II do órgão correcional.

Fotos: Divulgação/Comarca de Criciúma
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Assessoria de Imprensa/NCI