Pular para o conteúdo

Acusado de incendiar e matar ex-namorada por ciúme será submetido ao Tribunal do Júri

30/01/2018 17:48
4065 visualizações

O juiz Marcelo Volpato de Souza, titular da Vara do Tribunal do Júri da comarca da Capital, prolatou sentença de pronúncia nesta semana contra homem acusado de ter ateado fogo no corpo da ex-namorada, que veio a morrer posteriormente, em decorrência das queimaduras sofridas. Desta forma, ele será submetido ao Tribunal do Júri.

O crime ocorreu em 30 de agosto de 2012, na residência do réu, localizada no bairro Estreito. A vítima, em razão das lesões sofridas, veio a óbito em 28 de junho de 2013. O Ministério Público, que inicialmente formulou denuncia por tentativa de homicídio, aditou o documento após o falecimento da mulher. Segundo o MP, inconformado com o término de um relacionamento extremamente conturbado, com idas, vindas e ameaças de morte, o acusado teria jogado fogo na vítima e acendido um isqueiro em seus cabelos.

Testemunhas informaram também que havia consumo de drogas e excesso de álcool a permear o relacionamento, e que o comportamento do acusado muitas vezes se assemelhava a de pessoas com surtos psicóticos. O réu foi pronunciado por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e emprego de fogo. Por aguardar até agora em liberdade, o homem poderá assim permanecer caso busque recorrer da sentença de pronúncia. Ainda não há data marcada para a realização da sessão de julgamento. O processo tramita em segredo de justiça.  

Fotos: Arquivo/Assessoria de Imprensa TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo